Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \20\-03:00 2009

brasilarte

A cultura no Brasil é feita por muitos rostos e cores, e que muitas vezes a TV brasileira não retrata isso, você não vê o povo brasileiro totalmente representado nas novelas, seriados, etc…, mas o nosso país não é só feito da mídia imposta.

A cultura brasileira está naquele senhor nordestino que toca o pífano, lá onde quase ninguém conhece, lá no sertão nordestino,  onde quase nenhum grande jornal vai; está no Frevo, música tradicional do nosso Brasil; está no sul do país, como exemplo, Renato Borguetti com seu acordeon; está na sanfona de Luiz Gonzaga; está naquele senhor que fez de sua casa uma obra de arte  em Minas Gerais.

Está em vários locais, que nem sabemos que existem, o Brasil é um mar imenso de criatividade, mas gostaria que isso fosse mais explorado, parece o que importa na mídia não é a cultura do teu povo, não é a sabedoria popular.

Esta questão é antiga, mas é deprimente vermos tanto talento brasileiro deixado de lado. Infelizmente o que é valorizado no nosso país é a cultura fast-food, é tão rápida quanto a velocidade da internet hoje em dia. Acho que muitos não sabem nem quem foi Machado de Assis, confesso que não sou profundo conhecedor deste gênio da literatura brasileira, mas respeito o que ele foi.

A cultura brasileira é muito ampla, o Brasil é tão grande que se saíssemos por aí, iríamos ver muita coisa, pena não podermos ver tudo isso de perto, com certeza é muito bom conviver com pessoas diferentes, com culturas diferentes, mas muitos  acham que tomar banho de cultura é viajar para a Europa, não que não seja, mas na minha opinião, conhecer o teu país é fundamental.

Pra terminar nobre relator, rs, gostaria de ver o povão nas novelas, não como empregada doméstica, não só matando, cantando funk ou morrendo queimados por boyzinhos desocupados, mas sim mostrando sua arte, sua cultura brasileira com muitas faces e cores.

E o que é Cultura?

Fonte: Wikipédia

Cultura pode ser definida como o conjunto formado pela linguagem, crenças, hábitos, pensamento e arte de um povo. Outra definição de cultura se refere mais estritamente às artes de caráter mais erudito: literatura, pintura, escultura, arquitetura e artes decorativas.

maracatu-img_0284

Formação da Cultura Brasileira

O substrato básico da cultura brasileira formou-se durante os séculos de colonização, quando ocorre a fusão primordial entre as culturas dos indígenas, dos europeus, especialmente portugueses, e dos escravos trazidos da África subsahariana. A partir do século XIX, a imigração de europeus não-portugueses e povos de outras culturas, como árabes e asiáticos, adicionou novos traços ao panorama cultural brasileiro. Também foi grande a influência dos grandes centros culturais do planeta, como a França, a Inglaterra e, mais recentemente, dos Estados Unidos, países que exportam hábitos e produtos culturais para o resto do globo.

sao-joao

Os Portugueses

As duas festas mais importantes do Brasil, o carnaval e as festas juninas, foram introduzidas pelos portugueses. Além destas, vários folguedos regionalistas como as cavalhadas, o bumba-meu-boi, o fandango e a farra do boi denotam grande influência portuguesa. No folclore brasileiro, são de origem portuguesa a crença em seres fantásticos como a cuca, o bicho-papão e o lobisomem, além de muitas lendas e jogos infantis como as cantigas de roda.

Na culinária, muitos dos pratos típicos brasileiros são o resultado da adaptação de pratos portugueses às condições da colônia. Um exemplo é a feijoada brasileira, resultado da adaptação dos cozidos portugueses. Também a cachaça foi criada nos engenhos como substituto para a bagaceira portuguesa, aguardente derivada do bagaço da uva. Alguns pratos portugueses também se incorporaram aos hábitos brasileiros, como as bacalhoadas e outros pratos baseados no bacalhau. Os portugueses introduziram muitas espécies novas de plantas na colônia, atualmente muito identificadas com o Brasil, como a jaca e a manga.

De maneira geral, a cultura portuguesa foi responsável pela introdução no Brasil colônia dos grandes movimentos artísticos europeus: renascimento, maneirismo, barroco, rococó e neoclassicismo. Assim, a literatura, pintura, escultura, música, arquitetura e artes decorativas no Brasil colônia denotam forte influência da arte portuguesa, por exemplo nos escritos do jesuíta luso-brasileiro Padre Antônio Vieira ou na decoração exuberante de talha dourada e pinturas de muitas igrejas coloniais. Essa influência seguiu após a Independência, tanto na arte popular como na arte erudita.

india

Os Indígenas

A cultura e os conhecimentos dos indígenas sobre a terra foram determinantes durante a colonização, influenciando a língua, a culinária, o folclore e o uso de objetos caseiros diversos como a rede de descanso.

Um dos aspectos mais notáveis da influência indígena foi a chamada língua geral (Língua geral paulista, Nheengatu), uma língua derivada do Tupi-Guarani com termos da língua portuguesa que serviu de lingua franca no interior do Brasil até meados do século XVIII, principalmente nas regiões de influência paulista e na região amazônica. O português brasileiro guarda, de fato, inúmeros termos de origem indígena, especialmente derivados do Tupi-Guarani.

De maneira geral, nomes de origem indígena são frequentes na designação de animais e plantas nativos (jaguar, capivara, ipê, jacarandá, etc).

A influência indígena é também forte no folclore do interior brasileiro, povoado de seres fantásticos como o curupira, o saci-pererê, o boitatá e a iara, entre outros. Na culinária brasileira, a mandioca, a erva-mate, o açaí, a jabuticaba, inúmeros pescados e outros frutos da terra, além de pratos como os pirões, entraram na alimentação brasileira por influência indígena.

capoeira1

Os Africanos

Os africanos contribuíram para a cultura brasileira em uma enormidade de aspectos: dança, música, religião, culinária e idioma. Essa influência se faz notar em grande parte do país; em certos estados como Bahia, Maranhão, Pernambuco, Alagoas, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul a cultura afro-brasileira é particularmente destacada em virtude da migração dos escravos.

Os bantos, nagôs e jejes no Brasil colonial criaram o candomblé, religião afro-brasileira baseada no culto aos orixás praticada atualmente em todo o território. Largamente distribuída também é a umbanda, uma religião sincrética que mistura elementos africanos com o catolicismo e o espiritismo, incluindo a associação de santos católicos com os orixás.

A influência da cultura africana é também evidente na culinária regional, especialmente na Bahia, onde foi introduzido o dendezeiro, uma palmeira africana da qual se extrai o azeite-de-dendê. Este azeite é utilizado em vários pratos de influência africana como o vatapá, o caruru e o acarajé.

Na música a cultura africana contribuiu com os ritmos que são a base de boa parte da música popular brasileira. Gêneros musicais coloniais de influência africana, como o lundu, terminaram dando origem à base rítmica do maxixe, samba, choro, bossa-nova e outros gêneros musicais atuais. Também há alguns instrumentos musicais brasileiros, como o berimbau, o afoxé e o agogô, que são de origem africana. O berimbau é o instrumento utilizado para criar o ritmo que acompanha os passos da capoeira, mistura de dança e arte marcial criada pelos escravos no Brasil colônial.

pizza

Os Imigrantes

Os imigrantes que se fixaram na zona rural do Brasil meridional, vivendo em pequenas propriedades familiares (sobretudo alemães e italianos), conseguiram manter seus costumes do país de origem, criando no Brasil uma cópia das terras que deixaram na Europa. Alguns povoados fundados por colonos europeus mantiveram a língua dos seus antepassados durante muito tempo. Em contrapartida, os imigrantes que se fixaram nas grandes fazendas e nos centros urbanos do Sudeste (portugueses, italianos, espanhóis e árabes), rapidamente se integraram na sociedade brasileira, perdendo muitos aspectos da herança cultural do país de origem. A contribuição asiática veio com a imigração japonesa, porém de forma mais limitada.

De maneira geral, as vagas de imigração européia e de outras regiões do mundo influenciaram todos os aspectos da cultura brasileira. Na culinária, por exemplo, foi notável a influência italiana, que transformou os pratos de massas e a pizza em comida popular em quase todo o Brasil. Também houve influência na língua portuguesa em certas regiões, especialmente no sul do território. Nas artes eruditas a influência européia imigrante foi fundamental, através da chegada de imigrantes capacitados em seus países de origem na pintura, arquitetura e outras artes.

Read Full Post »

NASA50_520_05_ON08-733473

Quem nunca teve a curiosidade de saber como é estar lá em cima, no espaço, deve ser muito bom. E o que acontece conosco no espaço? Acho que este post pode responder algumas perguntas, mas não todas, tem gente que ainda duvida que o homem pousou na Lua, aliás, nós poderíamos mandar os chatos e alguns políticos pra lá, mas isto é outro assunto.

Vinte curiosidades sobre o espaço

1. Praticamente todos as astronautas sentem enjoos, causados principalmente pelo conflito das informações visuais com as que são fornecidas pelo ouvido interno. Em adição a isso sentem náuseas e tonturas.

2. Na ausência de peso, os fluídos sobem, causando congestão nasal e inchaço no rosto; os ossos perdem cálcio, e pedras são formadas nos rins; tem também a atrofia muscular, deixando o intestino mais lento e encolhendo o coração.

3. A ausência de pressão na espinha em gravidade zero faz com que a maioria dos viajantes espaciais cresçam em até duas polegadas.

via lactea

4. Ratos de laboratório que são enviados ao espaço durante gravidez, quando da formação do ouvido interno, terminam por dar a luz à filhotes que tropeçam muito.

5. Humanos ainda não foram concebidos no espaço, então só se pode imaginar como seria…

6. Viajar para o espaço cura o ronco. Um estudo feito em 2001 mostrou que os astronautas que roncavam na Terra, não o faziam no espaço.

7. Astronautas dormem mal, o sol nasce 16 vezes ao dia causando muito stress no ritmo circadiano deles.

x43a2_nasa

8. No começo do dia de trabalho na Nave Espacial, o controle da missão em Houston transmite música para acordar os astronautas, geralmente escolhida com um deles em mente. Na Estação Espacial Internacional, onde só há trabalho, nada de diversão, não há rádio relógio.

9. Se, por um acaso qualquer do destino, um ser humano for exposto ao vácuo e não estiver vestindo a roupa espacial, não deve prender a sua respiração, a descompressão causaria uma ruptura nos seus pulmões.

10. Além disso, a água na língua, no nariz e nos olhos, “ferveriam”. Isto realmente aconteceu em 1965, quando foi feito um teste de roupa espacial pela NASA e um dos testadores foi exposto ao vácuo por 15 segundos.

soyuz_TMA- NASA

11. Ao contrário do que diz Hollywood, você não explodiria. A ausência de oxigênio no sangue é que te mataria, em cerca de dois minutos.

12. Mais paranóia explosiva: A empresa de turismo orbital Virgin Galatic, de Richard Branson, reportadamente cogitou barrar o embarque de mulheres que usassem implantes de silicone, pois havia o temor de que eles explodissem.

13. John Glen achou difícil engolir a comida, não pela ausência de gravidade. Os primeiros astronautas usavam tubos de alumínio com conteúdo pastoso, cubos de comida e alimentos desidratados.

14. Hoje os astronautas podem temperar seus alimentos com sal e pimenta – em forma líquida. Se fossem em grãos, eles flutuariam, fazendo cócegas no nariz e nas vias respiratórias.

15. Não está encontrando algo? Os ventiladores da Nave Espacial e da Estação Espacial Internacional funcionam como achados e perdidos, sugando tudo que parece estar inseguro.

mars-odyssey

16. Para usar a sanita da Nave Espacial, os astronautas precisam posicionar-se precisamente no centro do acento. Durante o treinamento, os astronautas usam uma versão especial da sanita com uma câmera acoplada para que aprendam a usar corretamente o vaso.

17. A NASA tentou fazer um banheiro dentro dos seus trajes especiais – uma camisinha presa à bexiga dos homens, e uma inserção ginecológica inserida nos genitais femininos – mas desistiram e passaram à usar fraldas em todos.

18. Astronautas que voltam do espaço dizem sentir extrema dificuldade em mover os braços e pernas logo após tocar a aterrissagem, esta é uma das razões pelas quais eles chamam isso de “segundo nascimento”.

19. Mas alguns cosmonautas que ficaram muito tempo no espaço disseram que a coisa mais difícil na terra é se reajustarem a soltar as coisas e eles caírem.

20. É melhor ficar lá em cima? Dezoito pessoas morreram em missões espaciais, mas nunca no espaço, as mortes ocorreram em decolagens ou pousos.

Discovery Magazine

Decolagem do onibûs espacial e imagens da Terra:


Read Full Post »

Senado

Não é possivel, passa ano, entra ano, e estamos aqui metendo o pau nos políticos mais uma vez. Mesmo todo mundo falando que devemos escolher em quem votamos, devemos estudar o passado do candidato para podermos escolher com sabedoria nosso representante no congresso nacional, mas não adianta nada, o povo continua dando seu voto para aqueles “caras”, que sinceramente não passam de uns caras de “terninhos” bem engomados e de grife, porque é tamanha a maracutaia que tem naquele lugar, que hora um senador ou deputado é mocinho e já em outro caso escandaloso eles são bandidos.

Será que o povo não merece tudo isso não? Quem colocou aqueles cidadãos naquele lugar?

É incrivel a capacidade que os políticos têm, a criatividade é constante, até 007 viraram, o que são esses “secretos”? É neto ocupando um lugar, amigo assessor, namorado da neta que têm uma boquinha lá no congresso, é uma festa, enquanto a gente aqui têm que lutar muito pra sobreviver, a não ser que você seja parente de um prefeito, deputado, vereador, etc…

Cada país tem os políticos que merecem, se é em outro país o Presidente do Senado, já teria renunciado ao cargo, mas ele conta com o descaso e esquecimento do povo brasileiro. Como pode o Collor estar ainda por lá? Acho que os eleitores dele gostaram da palhaçada que ele fez ontem, só faltou ele dizer por onde  o seu “nobre colega”, Pedro Simon, deveria sumir com as palavras, aliás Pedro Simon é um dos únicos que têm diginidade por lá.

Video da briga:

Baixaria total, briga de boteco, com todo mundo bêbado, aliás tem muita gente que frequenta esses botecos, que têm mais dignidade que esses chamados de “Vossa Excelência”.

A educação impera no congresso, até pra xingar eles são educados, exemplo: “Vossa Excelência me dê uma parte, por  favor, eu só quero dizer que Vossa Excelência é um f…, obrigado”, é piada, mas é mais ou menos isso que acontece.

senado5

Na minha opinião isso só acontece porque o povo brasileiro não toma uma atitude, não existem mais caras pintadas, não existe mais aqueles estudantes dos anos 60 e 70 que lutavam contra a ditadura, hoje em dia parece que as pessoas só pensam realmente nelas, em mais ninguém. Se o povo saísse às ruas, não teria Sarney, nem Maluf, nem Collor. Mas eu pergunto por quê estes caras estão bebendo da fonte ainda? A culpa é total de quem os elegeram de novo.

Muitos falam:” É preciso moralizar o Congresso Nacional, precisamos fazer a reforma política”, na minha opinião é preciso o povo moralizar aquele lugar, já cansaram de falar, de fazer propaganda na tv, rádio, internet, mas só tem um jeito: o voto, ou então demolir aquilo lá e construir de novo(acho que a primeira opção é a mais fácil, ou a segunda? rs).

Portanto, não sei o que pensa quem leu este post, mas na minha opinião, quem faz um país é o povo, mas parece que no Brasil, quem faz o país são os políticos.

Read Full Post »

Juarez Barcellos

Educação musical

Cá Minhando

Só algumas histórias

SporeModding

Modificações, tutoriais, dicas e notícias sobre o universo Spore!

CORINTHIANS - Uma Nação

Histórias e notícias de um grande clube

BLOG DO RONALDO

Reflexões de uma mente inquieta

blog into mystery

Celebrating the Best and Worst in Comics

colmhogan.wordpress.com/

Music, Culture & Technology.

Cavalcade of Awesome

All Pax. All Nude. All the Time.

backtothemusic

time travelling through iTunes

%d blogueiros gostam disto: