Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \12\UTC 2012

Isso parece coisa de quem não tem o que fazer, gastar tanto dinheiro para uma mulher quer realmente vai ser a primeira dela, e por ser um cara que ela nunca viu na vida, acho que não vai ser muito legal, apesar de ser uma mulher bonita.

Eu acho que as mulheres, que dizem que são independentes, se submetem a algumas situações que não consigo entender. Transar com alguém que não ama, casar e permanecer casada com alguém que pouco suporta, são questões que permanecem na sociedade até hoje, em pleno século vinte.

Por outro lado, tem uma hipocrisia enorme, a prostituição é livre e solta nas ruas e casas “especializadas”. Várias pessoas traem seus cônjuges, devidamente escondidos, é claro, e é de certa forma, aceita pela sociedade,  nesse caso estão condenando a moça a ser apedrejada em praça pública.

Isso é só o retrato da sociedade de hoje, hipócrita e formada por algumas pessoas com comportamento totalmente sem limites. Agem como se não ouvesse consequências.

No dia 24 de outubro, a catarinense Ingrid Migliorini, de 20 anos, vendeu sua virgindade. Provocou desprezo, censura, indignação. Foi barrada de um desfile na Fashion Rio porque Tito Bessa Júnior, diretor da marca que a havia convidado, recebeu dezenas de mensagens de repúdio. Para os que atulharam a caixa de mensagens de Bessa, Ingrid, ao submeter seu corpo ao mercado, se degradou pessoalmente, mas também, e mais importante, feriu os códigos de ética que cimentam a nossa existência em comum.

A brasileira Ingrid Migliorini, mais conhecida como “Catarina”, vendeu sua virgindade por mais de R$ 1,5 milhão, mas, se depender do subprocurador-geral da República João Pedro de Saboia Bandeira de Mello Filho, ela pode ficar sem um tostão.

Mello Filho quer que o diretor do documentário Virgins Wanted (Procura-se Virgens, em tradução livre), Justin Siseley, que patrocinou o leilão da virgindade da brasileira e vai produzir um filme sobre a história, responda pelo crime de tráfico de pessoas.

Numa entrevista, o subprocurador disse que ficou sabendo que o australiano Sisely, idealizador do projeto, está vindo para o Brasil com Catarina, e que tentará acionar o Ministério Público para que ele responda pelo crime.

— Pretendo acionar o Ministério Público aqui [no Brasil], para que, se ele vier, ele responda [pelo crime]. Se o crime produziu efeitos no Brasil, e o efeito foi o aliciamento, a competência é da Justiça brasileira.

De acordo com o subprocurador, “não há dúvida” de que o leilão se trata de um crime.

— Aliciar uma brasileira para se prostituir no exterior é crime, não há dúvida. […] A prostituição em si não é crime. Ela faz do corpo dela o que ela quiser. […] Não há a intenção de cercear a liberdade. […] O problema é que um produtor de TV está ganhando dinheiro em cima disso.

O subprocurador afirmou que, mesmo que o ato sexual ainda não tenha acontecido, o crime já ocorreu.

— O simples aliciamento já é um crime: aliciar a mulher brasileira para cometer prostituição do exterior. […] Nessa medida, o Brasil deve interceder junto às autoridades australianas.

Ele ainda afirmou que o leilão de virgens “ocorria no circuito clandestino, em bordeis”, mas que “o problema maior agora é que isso foi feito abertamente”.

— É uma zombaria de nossas leis, para todo mundo ver.

Vivendo e cada vez mais aprendendo a não entender o ser humano.

Anúncios

Read Full Post »

Juarez Barcellos

Educação musical

Cá Minhando

Só algumas histórias

SporeModding

Modificações, tutoriais, dicas e notícias sobre o universo Spore!

CORINTHIANS - Uma Nação

Histórias e notícias de um grande clube

Matt on Not-WordPress

Stuff and things.

BLOG DO RONALDO

Um espaço para reflexão sobre a vida e a sociedade

blog into mystery

Celebrating the Best and Worst in Comics

colmhogan.wordpress.com/

Music, Culture & Technology.

Cavalcade of Awesome

All Pax. All Nude. All the Time.

backtothemusic

time travelling through iTunes

%d blogueiros gostam disto: