Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \30\UTC 2009

Final de ano chegando, ficamos fazendo a nossa retrospectiva particular, achando que deveríamos ganhar mais e ter uma vida  melhor, mas será que tem uma fórmula para que isso realmente se realize? Uma das fórmulas pode ser uma boa ceia de Ano Novo.

A ceia de Ano Novo traz, em sua comida e sua forma de servir, muitos significados. A começar pela fartura, pela imensa quantidade de comida que geralmente encontramos à mesa nessa ocasião, que reflete não só um momento de abundância e felicidade, mas o desejo de que as mesmas se repitam em todo o ano que está por vir.

Os pratos servidos também têm seus significados e tradições. Eles variam de acordo com o país e cultura. Abaixo, uma lista com os alimentos que são servidos nas ceias ou que carregam alguma significação na passagem do ano.

Arroz

O arroz é uma semente e simboliza a riqueza, a abundância e a fertilidade. Coréia, Japão, Líbano e Dinamarca acreditam que esse é um alimento que traz muita sorte. O Líbano tem ainda uma outra curiosidade, é costume desse povo comer apenas alimentos brancos na noite da passagem do ano.

Aves

Passe longe de frango, peru, faisão ou qualquer tipo de ave se quer ter algum sucesso no ano que vem! As aves ciscam para trás e, para os supersticiosos, isso indica retrocessos e atraso de vida.

Champagne

Essa bebida também é feita com uvas, e é uma bebida que não pode faltar na ceia e no brinde de Ano Novo. O champanhe “verdadeiro” é originário de uma região da França, e sua pureza e qualidade são reconhecidas no mundo todo. O único problema é que essa é uma bebida cara, mas você pode substituí-la por espumantes nacionais ou importados, de quase igual qualidade e mais baratos.

Lentilhas

A lentilha é sinal de boa sorte, principalmente para os italianos. No Brasil e no Chile, algumas pessoas acreditam que a lentilha deve ser a primeira coisa a ser consumida na ceia, logo após a meia-noite, para que não falte dinheiro durante o ano que está chegando.

Porco e leitão

O porco está sempre andando e fuçando para frente e, por isso, é visto como um animal de prosperidade. Além disso, seu alto teor de gordura nos remete à fartura e à riqueza.

Romã

A romã é símbolo de fartura e fertilidade. Ela é uma fruta que tem muitas sementes, que simbolizam o nascimento e a abundância. No Brasil, a tradição manda que se segure três sementes dessa fruta nos dentes à meia-noite, pedindo dinheiro para o ano seguinte. As sementes devem ser guardadas durante todo o ano, dentro da carteira e envolto em papel branco.

Uvas

A uva é a fruta mais conhecida por trazer boa sorte no Ano Novo. Para isso, você deve comer 12 uvas, uma para cada mês do ano. Aproveite e faça um pedido para cada uma que comer.

Vinho

O vinho é feito de uvas, que por si só já carregam uma significação positiva e otimista. Na passagem do ano, faça um brinde ao ano que nasce e beba o vinho em copos de cristal.

Feliz Ano Novo a todos!!!

Read Full Post »

Sempre vi em documentários da Tv Cultura, aquele povo africano que pulava na hora de dançar, ritual muito interessante, já que agora possuo um blog, por que não colocar aqui?

Vendo o programa do Álvaro Garnero, 50 por 1, achei muito interessante como eles tomam sangue das vacas que criam. Culturas diferentes, pensamentos e costumes exóticos para nós, mas muito normal e corriqueiro para eles. Gostaria de ir lá para pesquisar isso de perto, mas como não posso, por enquanto, vou fazer o possível.

Os Massais são um grupo étnico africano de seminômades localizado no Quênia e no norte da Tanzânia.

Devido aos seus costumes distintos e residência próxima aos parques de caça da África oriental, eles se situam entre os grupos étnicos africanos mais bem conhecidos internacionalmente. Os Massai preservam muitas de suas tradições culturais enquanto se engajam nas forças econômicas, sociais e políticas contemporâneas regionais e globais. Seu idioma é o Maa. Em 1994, a população Masai no Quênia estava estimada em 453.000 e em 1993, a população Masai da Tanzânia estava estimada em 430.000, perfazendo uma estimativa de população Masai total de 883.000. As estimativas das populações Massai em ambos os países é complicada devido sua natureza nômade e a eles serem o único grupo étnico autorizado a viajar livremente pelas fronteiras entre o Quênia e a Tanzânia.

Cultura

A cor oficial dos Massai é o vermelho e se distinguem das outras tribos vestindo sempre alguma coisa vermelha, porém pequena. Sua sociedade é patriarcal por natureza, com os mais velhos decidindo sobre a maioria das questões para cada grupo Masai. O “laibon”, o assim chamado líder espiritual deste povo, atua como intermediário entre os Masai e seu único deus, “Enkai”, assim como também ele é a fonte do conhecimento sobre as ervas. O estilo de vida tradicional Masai se concentra em seu gado, que constitui sua principal fonte de alimento. Os governos da Tanzânia e do Quênia instituíram programas para encorajar os Masai a abandonarem seu estilo de vida nômade tradicional e adotar um estilo de vida agrário.

A classe social dos Massai é determinada pelo número de vacas pertencentes às famílias. Sendo nômades, os Masai constroem casas temporárias com esterco de vaca e barro. As casas são construídas em um círculo, e às noites, as vacas são conduzidas ao centro, protegidas dos animais selvagens.

Ritual com sangue, tem que ter estômago:

Os jovens Massai são iniciados na maioridade através de várias cerimônias de iniciação. A principal é a circuncisão, onde milhares de meninos, pertencentes a uma determinada faixa etária, são circuncidados na mesma época. Existe um mito propagado pela indústria do turismo de que cada jovem deve matar um leão antes de ser circuncidado. Isto não é verdade. Entretanto, matar um leão proporciona grande valor e fama na comunidade.

Os casamentos são planejados, marcados por um homem que desenha um X vermelho na barriga de uma mulher grávida solteira. Se ela recusar, será desligada de sua casa. As mulheres podem se casar uma única vez na vida, enquanto que os homens podem ter mais de uma esposa (se tiverem vacas suficientes para o dote, eles podem ter mais de uma ao mesmo tempo).

Mitologia

O ser supremo e criador dos Masai se chama Enkai (também chamado Engai) guardião da chuva, da fertilidade, do sol e do amor, aquele que deu o gado ao povo Masai. De acordo com algumas fontes, Neiterkob “aquele que fundou a Terra” pode ter referência com Enkai. Neiterkob é uma deidade menor, conhecido como o mediador entre seu deus e o homem. Olapa é a deusa da Lua, casada com Enkai.

Circuncisão

Em tempos passados, ambos os sexos tinham um ou dois dentes incisivos centrais superiores extraídos durante a infância. Isto servia para facilitar a alimentação dos bebês ou crianças pequenas caso adoecessem com tétano, cujo primeiro sintoma apresentado é o trismo (travamento das mandíbulas). A circuncisão é realizada nos meninos (que são proibidos de fazer qualquer ruído durante a cerimônia) e a clitoridectomia (remoção do clitóris) nas mulheres durante a puberdade. As mulheres mais velhas operam as garotas. O governo queniano e ONG’s estão tentando acabar com a clitoridectomia. Os homens e as mulheres têm suas orelhas furadas e alargadas com o uso de discos, e assim os Masai são facilmente reconhecidos caso estejam trajando roupas diferentes das suas roupas tribais, por exemplo, trabalhando em um hotel, porque suas orelhas são bastante peculiares.

Habitações

Os Massais vivem em pequenas cabanas feitas de esterco de vaca e estacas de acácia. Um grupo de cabanas é construído dentro de uma área fechada por cercas espinhosas, formando uma aldeia que é chamada de “Enkang”. Eles permanecem nesta terra enquanto seu gado pasta; quando as pastagens secam, eles se mudam. Entretanto uma grande população dos Masai se estabeleceu nos distritos de Narok, Trans Mara e Kajiado, no Quênia. As mulheres constroem suas casas enquanto que os homens cuidam da segurança do assentamento (Boma) e do gado.

Música e Dança

A dança é o que mais me chamou atenção para esta tribo,  mas a música também é muito interessante:

Idioma Massai

O massai (ɔl Maa) é um idioma nilótico oriental falado no sul do Quênia e no norte da Tanzânia pelos massai (cerca de 800.000 indivíduos). A língua tem um parentesco próximo com as outras línguas maa, como o samburu (ou sampur), falado pelos samburus do Quênia central, o chamus, falado ao sul e sudeste do lago Baringo (algumas vezes considerado um dialeto do samburu) e o parakuyu, da Tanzânia. Todos estes povos são ligados historicamente, e todos chamam os seus próprios idiomas de ɔl Maa.

Read Full Post »

Será que eu estou vivendo num mundo e todo o resto está vivendo num mundo paralelo onde tudo de ruim acontece? É pura fantasia, mas parece que estamos cercados em uma ilha e tudo em volta está desabando, as pessoas perderam a noção total dos atos que estão fazendo hoje em dia.

Como pode uma pessoa ser tão envolvida por uma seita diabólica, onde maltratam e torturam uma pobre criança, que por ser tão pequena, apenas 2 anos, com certeza, não tinha como se defender e nem entregar o torturador que vivia com sua mãe.

Absurdo, tem muitas pessoas que estão perdendo totalmente a noção do que é certo e errado, uns rezam pela boa propina recebida, outros enfiam mais de 40 agulhas numa criança, outros matam só pelo prazer de matar, uma mulher casada, traía o marido com 8 amantes, Pedofilia virou moda, sinceramente não consigo ver onde uma criança pode causar atração sexual, loucura total.

Acho que está difícil eu sair desta minha “ilha” aqui, as pessoas estão cada vez mais loucas, estão fora da realidade.

A educação está fora de controle, poucos ligam para isso, alguns jovens estão cada vez mais alienados, só pensam em comprar o último celular, ou o que o namorado anda aprontando no orkut, além de alguns  que estão na faculdade, que só pensam em festinhas, “matar” aula e muita bebedeira. Tomara que o garoto não caia nas mãos de um daqueles novos médicos que não conseguiram responder qual são os sintomas da gripe A.

E o que vai acontecer com o garoto? Eis a questão que vai ficar no ar…

O menino foi transferido para Salvador

Fonte: Terra

O menino de 2 anos que teve cerca de 50 agulhas espetadas no corpo na cidade Barreirinhas (BA) foi transferido para o Instituto do Coração da Bahia (Incoba), em Salvador, na manhã desta quinta-feira. Segundo a assessoria do Hospital do Oeste, em Barreirinhas, onde a criança está internada, a transferência foi decidida na noite de quarta.

O garoto tem duas agulhas muito próximas ao coração e a equipe médica julgou que seria melhor encaminhá-lo a uma unidade de saúde especialista em cirurgias cardíacas para diminuir o risco da operação de retirada dos corpos estranhos.

De acordo com a assessoria, o estado do menino é grave, porém estável. Hoje, ele respirava sem ajuda de aparelhos, estava consciente e conversava com a mãe. Ele tem se alimentado por meio de sondas e sente incômodos e dores causados pelas agulhas. Suas funções vitais estão normais.

O padrasto do menino confessou na noite desta quarta-feira que colocou os objetos na criança. Segundo informações do Jornal Nacional, ele disse também que teve ajuda de outras duas mulheres para colocar as agulhas na criança – uma delas faria parte de uma seita religiosa. Segundo repercutem as agências de notícias, Lopes teria praticado um ritual de magia negra contra a criança para se vingar da mãe.

Video onde mostra as radiografias tiradas do garoto:

A confissão do padrasto

O padrasto do menino de 2 anos que tem mais de 50 agulhas alojadas no corpo, Roberto Carlos Magalhães Lopes, confessou na noite desta quarta-feira que era ele quem vinha colocando os objetos no menino. Segundo informações do Jornal Nacional, ele disse também que teve ajuda de outras duas mulheres para colocar as agulhas na criança – uma delas faria parte de uma seita religiosa.

O auxiliar de serviços gerais foi encontrado na tarde de hoje pela polícia de Ibotirama, no interior da Bahia. Após a descoberta do caso, ele havia se tornado o principal suspeito de colocar os objetos metálicos no corpo do menino, que está em estado grave, embora esteja consciente e respire sem a ajuda de aparelhos.

Read Full Post »

Muito louco isso, mas acontece aí no nossos “hermanos”, esta mulher amamenta 2 filhotes de cachorro. Mas se pararmos para pensar que somos mamíferos como os cães(e que muitas vezes são mais racionais que alguns humanos), porque não? E pelo jeito está dando certo o ato de bondade.

Conta a lenda da fundação de Roma que os bebês Rômulo e Remo, abandonados por sua mãe, Réia Silvia, foram alimentados no bosque pela Loba Capitolina. Claro, essa história esconde uma simbologia e não há como comprovar sua veracidade. Mas incrivelmente, na atualidade ocorre uma história que longe de ser uma lenda é bem real, ainda que ao contrário: uma argentina amamenta dois filhotes de Rottweiler que foram abandonados por sua mãe.

– “São filhotes recusados pela mãe. Não sabemos por quê. Alguns dizem que é porque foi sua primeira cria e não sabia como cuidar. Os dois cachorrinhos ficaram sem alimento e poderiam morrer de fome. Minha esposa ao ver esta situação não teve dúvidas”, disse Ángel Ciavatelli.

Sua mulher Andrea Rivas -deu a luz Cristian há poucos meses-, a “mãe adotiva” dos dois filhotes, Leão e Gauchinha, assegurou:

– “Não me dá má impressão, na verdade sinto ternura”.

– “Uma mamadeira com leite de vaca não é o mesmo, porque eles precisam de leite e carinho de mãe. Eles se adaptaram já na primeira mamada. Tentamos antes alimentá-los com uma seringa, mas afogavam-se”, sustentou Ciavatelli.

A relação de carinho do casal com cães já é bem conhecida e, inclusive podem ser despejados do imóvel onde moram por causa dos outros oito cachorros que criam.

Read Full Post »

Juarez Barcellos

Educação musical

Cá Minhando

Só algumas histórias

SporeModding

Modificações, tutoriais, dicas e notícias sobre o universo Spore!

CORINTHIANS - Uma Nação

Histórias e notícias de um grande clube

BLOG DO RONALDO

Um espaço para reflexão sobre a vida e a sociedade

blog into mystery

Celebrating the Best and Worst in Comics

colmhogan.wordpress.com/

Music, Culture & Technology.

Cavalcade of Awesome

All Pax. All Nude. All the Time.

backtothemusic

time travelling through iTunes

%d blogueiros gostam disto: